Perfil

SIC

Artur

Ricardo Carriço

ana antonio bento

DONO E MECÂNICO DA LOJA DE BICICLETAS | 45 anos

Abri o Biclas Café em Lisboa há 8 anos, numa loja onde além de reparar, comprar e alugar bicicletas, também se pode sentar para ler o jornal, tomar um café, comer qualquer coisa... e tem corrido bem.

Tive olho ao abrir a loja perto da MUVV, uma das maiores marcas de moda desportiva do país. É aqui que vou conhecer o Hugo e tornar-me seu treinador para o Ironman. Vou ajudá-lo a focar-se e ele vai evoluir, vou ficar orgulhoso.

Se eu disser a quem me conhece, que um tipo simpático, boa onda, com o ombro sempre disponível, foi culpado da maior pulhice que um homem pode fazer, ninguém acredita. Foi numa das minhas temporadas em Portugal que a conheci. Ela tinha um ar tão vulnerável e perdido a olhar para aquele pneu furado à beira da estrada. Sempre fui cavalheiro e parei para ajudar. Foi assim que conheci a Salomé. Ela era mais velha e viúva e facilmente percebi que tudo aquilo eram defesas e que estava perante uma mulher cheia de vida, mas que por dor pela morte do marido se recusava a viver. Tornou-se minha missão resgatá-la e fazê-la sorrir.

Até inventei que gostava de dançar, era a paixão dela. Plantei-me à porta dos Alunos de Apolo e implorei que me ensinassem uns passos, tudo para a agradar e resultou. A nossa relação tornou-se séria e ela ganhou a coragem de me apresentar aos filhos.

Vai ser uma surpresa quando um dia der de cara com a Lucinha, a filha mais nova dela, que virá à minha procura porque me imagina como um mentor idílico, o homem que reconheceu o talento dela e que a inscreveu na ginástica quando ela ainda era criança.

Foi talvez a única coisa boa que fiz por aquela família.

nas redes

pesquisar