Perfil

SIC

Princípio, Meio e Fim

Todas as semanas, cinco amigos reúnem-se para jantar. Mas o que estes cinco amigos não sabem é que são figuras de ficção. O que eles dizem e fazem não é decidido por eles. As duas primeiras páginas do que eles dizem no jantar são sempre as mesmas, em cada episódio. A partir daí, está tudo em aberto. O que o espectador vai ver, todas as semanas, é uma versão diferente desse mesmo jantar. O destino dessas personagens esta na mão de quatro pessoas, que irão escrever o que acontece nessa noite entre amigos.

Regras para escrever este jantar: Todas as semanas, temos um computador e 2 horas - 2 horas apenas, nem mais um segundo - para o escrever.

Se alguma frase ficar a meio, se alguma palavra ficar mal escrita, se alguma coisa não fizer sentido - terá de ir tal como está. A ideia é não forçar o erro - mas se ele acontecer, não teremos outro remédio senão aceitá-lo. Como se não bastasse esta pressão toda, decidimos dificultar ainda mais a nossa vida, com obstáculos que, durante essas duas horas, nos serão impostos pela produção.

Agora, porque é vamos fazer este programa? Porque queremos. E porque podemos.

Personagens

Albano Jerónimo - PAULO

Paulo é o anfitrião. É intenso, confiante e temperamental. Cozinha bem. É amigo do seu amigo - aquele que está sempre lá, seja a que horas for.

Nuno Lopes - STONE

Stone é um espírito livre. Um homem descomplexado que vive em harmonia com o mundo, com os outros e consigo próprio. Talvez toque demasiado nos outros e não conheça o conceito de espaço pessoal.

Rita Cabaço – MARIA JOÃO

Maria João - João, para os amigos - é a pessoa mais querida e doce que irão conhecer... até começar a beber. Nessa altura, perde os filtros e transforma-se num daquelas animais que começam as suas frases com “sabes que eu sou muito frontal”.

Jessica Athayde - FRANCISCA

Francisca - também conhecida como Chica - é um twitter humano. Um compêndio de justiça social. Umas vezes estará certa, outras nem por isso, mas tem sempre algo a dizer sobre qualquer assunto. Custa-lhe muito que neste jantar só existam brancos privilegiados.

Bruno Nogueira – LUÍS HENRIQUE

Luís Henrique não tem carisma, não tem interesse, não tem graça - mas esforça-se. MUITO. Quando abre a boca cria uma espécie de vácuo na sala. Reza a lenda que uma vez tentou um trocadilho espirituoso e secou uma folha de uma árvore da borracha.

nas redes

pesquisar