Perfil

SIC

Resumo: 8º Episódio - 21 de julho (terça-feira)

Duarte recebe os resultados dos testes de ADN de Natália e Rui.

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Rui fala do emprego novo. Natália não o ouve e nem percebe como é que ele pode falar de outras coisas sem ser do resultado do teste de ADN que acabaram de receber. Natália está muito nervosa por não saber como Duarte vai reagir agora que já têm a prova que ela é a sua mãe. Rui acha que as coisas vão melhorar e que Duarte vai acabar por perceber que tem ali duas pessoas de braços abertos para ele.

Nazaré mostra os resultados dos testes a Duarte, diz que Natália é sua mãe e que a partir daqui já não se vai meter mais. Não quer que este assunto prejudique a relação dos dois. Duarte sente-se culpado pela forma como a tem tratado e pede desculpa.

Amélia vai até à loja de surf, quer falar com Ana. Diz que é advogada, já trabalhou com muitas vítimas de stress pós-traumático e sabe reconhecer uma vítima, como a viu na noite anterior. Ana emociona-se.

Duarte vai ter com Rui. Já soube dos resultados. Pede desculpa pelo modo como os tratou e convida-os para irem lanchar a sua casa.

No lar, Ermelinda vê Matilde a sair e faz sinal a Floriano. Floriano pede ajuda porque se sentou numa coisa rija, é o portátil que procuravam. Ermelinda finge-se aliviada por terem encontrado o portátil que procuravam.

Toni chama Nazaré lá a casa. Está muito enjoado e diz que Vânia também está assim. A mãe obrigou-os a comer enchidos. Vânia entra na sala e ouve Toni a chamar “mor” a Nazaré e fica ainda mais enjoada. Toni diz que só a chamou lá a casa para lhe contar que viu Duarte e que ele não lhe parecia nada bem. Como se tivesse com uma grande ressaca. Nazaré diz que Duarte está a tentar lidar com o trauma do acidente e que não bebe.

Matilde liga o computador e verifica a lista de utentes e acaba por pedir desculpa a Ermelinda, tinha razão afinal o utente existe.

Natália arranja-se para ir lanchar a casa de Duarte, está uma pilha. Rui tenta acalmá-la. Natália agradece-lhe por não ter desistido quando lhe pediu.

Nazaré está contente por Duarte ter tomado esta decisão de se dar bem com a mãe e o irmão. Ele diz que só quer resolver as coisas definitivamente.

Érica diz que Yara só tem uma virose, mas pediu uns calmantes para ela. Cris está preocupado com o estado de Érica. Entretanto uma mulher de roupa escura e encapuçada entra. A mulher aproxima-se de Yara e espreita para o carrinho. De seguida, olha na direcção da cozinha e depois da rua.

Duarte tenta perceber como chegaram a ele. Diz que os chamou lá a casa para pouparem tempo e pergunta-lhes quanto querem receber para desaparecerem da sua vida. Porque para ele este assunto é uma questão de dinheiro. Nunca se teriam aproximado se ele fosse pobre. Nazaré fica chocada!

Ainda na receção do Hotel, vemos a mulher que não conseguimos identificar, a preparar-se para tirar Yara do carrinho. Érica e Cris chegam nesse momento da cozinha e, perante aquela situação, gritam para que a mulher largue a filha. A mulher assusta-se e começa a fugir. Enquanto Cris vai atrás dela, Érica tenta acalmar Yara e ver se a bebé está bem. Nuno e Amélia aparecem atraídos pelos gritos e pela confusão e Érica conta-lhes o que se passou quando Cris regressa a dizer que não conseguiu ver quem era. Vão verificar as gravações das câmaras de vigilância, mas nunca se vê o rosto da mulher embora que, pela fisionomia e corte de cabelo, Nuno indique que parece ser Verónica.

Na Quinta, Duarte mantém a sua postura altiva acabando por sacar de um cheque para passar a Natália e a Rui. Nazaré fica em choque com aquela atitude do marido e tenta demovê-lo, mas Duarte não está convencido das boas intenções de Rui e Natália. Natália está num pranto e Rui tenta consolar a mãe enquanto explica a Duarte as verdadeiras razões que os levaram ali e que não têm interesse nenhum no dinheiro dele. Os dois acabam por ir embora, bastante desiludidos, enquanto Duarte continua desconfiado e Nazaré incrédula pela sua atitude.

Nazaré entra na sala a discutir com Duarte e repreende-o pela sua atitude com Natália e Rui. Duarte diz-lhe que ela é ingénua e acha que aquelas pessoas estão ali para reconstruir uma família, mas ele não pensa dessa maneira, acha que estão ali por interesse e expressa que não quer ter nenhuma relação com eles pois já tem a família dele que é ela, o Bernardo, a Érica e a Yara.

Amélia está a terminar de jantar quando Nuno entra da receção. Nuno agradece a Amélia a conversa que teve com a Ana e Amélia diz-lhe que não queria que uma experiência traumática como a que Ana teve definisse o seu percurso. Aí a conversa torna-se desagradável pois Amélia recorda um caso que teve em tribunal, há alguns anos, com Nuno que tratava uma situação idêntica. Nuno pede-lhe que não faça comparações e pergunta se Amélia contou a Ana dessa situação. Amélia nega, mas diz que não vai perder essa oportunidade.

Já mais tarde, Cris adormece Yara quando Bernardo chega, assustado, para falar com Érica sobre o sucedido. Cris mostra a Bernardo as imagens e conta-lhe do palpite de Nuno. Bernardo analisa, cuidadosamente, as imagens e diz que tem a certeza que é Verónica.

Nazaré vai a casa dos Soares para falar com o pai sobre a atitude de Duarte. Joaquim está perdido nos seus pensamentos e não consegue parar de pensar no desaparecimento de Roberto e em Júlia. Nazaré diz ao pai que não compreende a atitude de Duarte, mas Joaquim defende-o e diz que é normal a desconfiança pois, na verdade, não se sabe quais são as reais intenções daquelas pessoas nem se a história que contam é verdadeira. Joaquim diz à filha que vai ajudá-la pois Natália simpatizou com ele e pode tentar descobrir mais coisas sobre a sua vida.

Ermelinda e Floriano estão prontos para ir tomar banho quando percebem que estão sem água. O casal vai perguntar o que se passa e Matilde diz que estão com problemas na canalização e que não podem arranjar pois não há dinheiro. O Lar está a atravessar um período financeiro complicado pelos gastos exagerados deles os dois e do João e, por isso, Matilde diz-lhes que têm de arranjar uma solução para o problema. João lembra-se de alguém que os pode ajudar por um custo pequeno.

Nazaré está em casa e liga para Duarte a relembrar que o Gaspar tem de ir ao veterinário e que precisa de ajuda para o levar. Apesar de estarem chateados, Nazaré pede-lhe que vá buscar Alice à escola e que vão ter com ela à clínica.

Ismael está a chegar ao Mercado quando Dolores o chama e lhe pede que tome conta da banca enquanto vai à reunião dos vendedores do Mercado. Ismael, tenso, tenta explicar que não pode porque Glória lhe pediu para tomar conta da banca dela. Dolores finge que não ouve e abandona Ismael. Ele permanece ali imóvel, sem saber o que fazer, quando Glória aparece e lhe pergunta o que está ali a fazer. Ismael, atrapalhado, tenta explicar-se, mas Glória não lhe dá alternativa e ordena-lhe que deixa a banca de Dolores.

nas redes

pesquisar