SIC

Resumo: 128º Episódio - 11 de março (quarta-feira)

Nazaré tem um novo advogado, mas não sabe quem o contratou! Será que vai aceitar a ajuda de Leonardo?

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Bernardo tenta falar com o primo na tentativa de o ajudar, mas Duarte não quer falar.

Na sua cela, Nazaré pensa em Duarte e começa a esmurrar o colchão como se de um saco de boxe se tratasse. Olga acorda e pede-lhe, por favor, que se acalme.

No Lar, Floriano dá os parabéns a Ermelinda e convida-a para ir almoçar. Ermelinda diz que este ano quer uma festa e que o fadista mistério também tem de vir.

Olívia pede a Verónica que pare de tentar afastá-la de Bernardo. Verónica diz-lhe que ganhou, pois, Bernardo gosta mesmo dela. Olívia fica desconfiada da sua postura.

Na sala de visitas da prisão, Nazaré está frente a frente com Leonardo. A jovem olha-o desconfiada e pergunta quem é que o mandou. Leonardo não desarma e diz apenas que o seu caso lhe foi parar às mãos e, como achou desafiante, decidiu aceitar. Nazaré não confia nele.

Na casa Gomes, Matilde diz a Joaquim que não sabe como vão pagar o advogado. Joaquim diz que não vão pagar nada e que, mesmo que não saibam de onde é que Leonardo apareceu, não têm outra saída que não aceitar. Duarte liga a Joaquim a dizer que já descobriu a oficina de Verónica.

Verónica chama Nuno ao seu gabinete, e ríspida, pede que entregue uns documentos à secretária Maria que têm de ser corrigidos. Nuno estranha a sua postura e Verónica acaba por confessar que Érica dormiu fora de casa e pede desculpa pela sua indelicadeza.

Nuno entra no seu gabinete e pesquisa por Verónica na internet. Encontra uma fotografia, que imprime e guarda para si.

A secretária Maria está a devolver os documentos corrigidos a Verónica enquanto lhe conta que Joaquim lá esteve à procura dela. De repente, Duarte entra com a fatura da oficina e acusa a tia da morte de Félix e Cláudia. Verónica diz ao sobrinho que não tem provas nenhumas e ainda tenta manipular a conversa e acusá-lo a ele do acidente. Duarte diz que vai à polícia e que Verónica vai acabar atrás das grades.

Nuno vê Duarte à saída e tenta disfarçar a sua cumplicidade. Segue Duarte e, longe de Verónica, diz-lhe que devia ter deixado a investigação para ele. Duarte não está para esperar que Nuno descubra alguma coisa enquanto Nazaré continua presa.

Verónica avisa Nuno que o último segurança foi despedido porque não soube fazer o seu trabalho. Nuno pede desculpa e diz que tentará ser melhor. Pergunta a Verónica se há algo que deveria saber e que ela não lhe está a contar, mas a vilã apressa-se a dizer que não.

Na Quinta, Prata fala com Duarte, Laura e Joaquim e diz-lhes que não deviam ter andado a investigar nada nas suas costas, contudo avisa-os que o testemunho do pastor vai reabrir o processo e que todos são suspeitos.

Olga fala com Nazaré e diz que tem um recado, a jovem deve aceitar o advogado. Nazaré pergunta-lhe quem é que a mandou dizer-lhe isso e ela diz que sabe tanto quanto ela, mas que devia seguir o conselho.

Prata vai a casa de Verónica e Paula confirma-lhe que Verónica bateu com o carro. Verónica, farta de acusações infundadas, diz a Prata que a partir de agora terá de falar com o seu advogado.

nas redes

pesquisar