SIC

Resumo: 151º Episódio - 13 de abril (segunda-feira)

Toni é detido pelo homicídio de Félix e Cláudia!

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Na casa Félix, Nuno declara-se a Verónica e diz-lhe que sabe que ela não seria capaz de fazer mal a ninguém e que não vai desistir dela. Verónica fica rendida.

Em casa de Nazaré, o advogado Leonardo diz que Nazaré vai ter de aguardar julgamento na cadeia, uma vez que infringiu a prisão domiciliária saindo de casa. Todos acham que quem fez a chamada anónima foi Verónica.

Duarte vai ter com Laura ao Hotel e entrega-lhe provas que acredita que podem ajudar no caso do acidente e morte de Félix. Laura pergunta de onde surgiram as provas, mas Duarte prefere não dizer nada até que se prove que são fidedignas.

No Lar, o grupo de amigos está pronto para apanhar Ivana. Na sala de pessoal, quando Ivana pensa que conseguiu agarrar o bebé para fugir, percebe que agarrou num boneco e, no segundo seguinte, começa a ser bombardeada com frutas e legumes enquanto Floriano lhe diz que vai chamar a polícia.

Na Quinta, Bárbara mostra-se sonsa com Duarte em relação à situação de Nazaré. A jovem sonda Duarte e descansa quando este lhe diz que acha que foi Verónica. Bárbara quer fazer amor, mas Duarte diz-lhe que não é boa altura.

Heitor manipula a filha e diz a Sofia que tem medo de voltar para casa porque há uns dias lhe assaltaram o apartamento e a zona é muito má. Sofia percebe exatamente qual é o jogo do marido, mas Carol chora e suplica à mãe que deixe o pai ficar com eles.

Prata vai ter com Laura e confirma que as amostras de tinta que Duarte lhe entregou correspondem à tinta do carro de Félix. Laura avisa Duarte que vai ter de dizer de quem é o carro de onde tirou a tinta.

No Mercado, Luís está orgulhoso a contar a Toni que ganharam o concurso de queijos. Toni dá-lhe os parabéns quando é surpreendido pelo inspetor Prata que lhe anuncia que está detido por ser suspeito na morte de Félix e Cláudia.

No Mercado, Toni tenta justificar-se dizendo a Laura e a Prata que não fez nada. Laura diz-lhe que há provas que o incriminam e ele pede para se justificar. Prata leva-o algemado enquanto Toni pede a Luís que avise a mãe do que se está a passar.

Em casa dos Carvalho, Matias toca à campainha e quem abre é Heitor. Há um momento de tensão entre os dois e Heitor manda Matias embora e diz que Sofia não pode ir à porta. Sofia pergunta quem era e Heitor disfarça. Sofia não o quer ali em casa e pede-lhe que se vá embora, mas Heitor recusa-se e diz que a casa também é dele, por isso, tem o direito de ficar.


No Restaurante, Glória comenta com Dolores e Matilde que acredita na inocência de Toni, mas as amigas não mostram ter assim tantas certezas. Matias tem medo que o irmão tenha cometido uma loucura apenas com o intuito de ajudar Nazaré.

nas redes

pesquisar