SIC

Perfil

ESTREIA DIA 9 DE SETEMBRO

Resumo: 1º Episódio - 9 de setembro (segunda-feira) - ESTREIA

Félix encomenda um incêndio e manda matar António e Duarte

ana antonio bento

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Um barco de pesca está em alto mar, com os pescadores atarefados. Ao puxarem as redes, Ramiro culpa Nazaré, a única mulher a bordo, pelos maus resultados. Nazaré não gosta, torce-lhe a mão e atira-o borda fora. Ramiro, furioso, ameaça Nazaré de que nunca mais voltará a pôr os pés num barco.

Já na praia, a assistir ao Campeonato “A Grande Onda da Nazaré”, Nazaré chega e junta-se a Glória e a Toni a ver Matias, que está no mar.

Matias apanha uma onda grande e desaparece no meio da espuma. A prancha emerge à superfície, mas sem Matias.

No mar, Gonçalo, de jet ski, puxa-o para segurança e reboca Matias novamente para o mar e consegue apanhar a onda.

Luís sobressaltado avisa Nazaré de que a mãe está a sentir-se mal.

Ao chegar ao mercado, Nazaré fica muito aflita ao ver a mãe no chão. Teve convulsões, mas recusa-se ir para o hospital. Nazaré diz que é melhor irem.

No hospital, o médico informa Nazaré de que Matilde está a piorar e a única solução será um médico em Londres. Nazaré está determinada em conseguir o dinheiro para viajar para Londres e salvar a mãe.

Nessa noite, à porta da discoteca, Nazaré vende pão com chouriço. Quando Duarte sai, com duas raparigas, tropeça em Nazaré, que fica furiosa. No meio da confusão, um rapaz fica com a carteira de Duarte.

Duarte dorme com uma rapariga, na piscina. António surge e repreende o filho.

Na Atlântida, António recebe uma chamada de alguém que lhe diz que está a ser enganado por Félix, que está a desviar dinheiro da empresa e que deixou os extratos bancários que comprovam, na receção da empresa.

Transtornado, António vai confrontar o irmão. Félix, aflito, pede-lhe que isto fique só entre eles. António aceita dar-lhe mais uma oportunidade, mas manda-o embora da empresa e da sua casa.

Desesperado, Félix conta a Verónica. A mulher diz que têm que acabar com António e Duarte, para não perderem tudo e planeiam um incêndio.

Nazaré diz a Toni que quer entrar nos esquemas dele para conseguir o dinheiro necessário para pagar a operação da mãe.

Mais tarde, Heitor paga aos incendiários, entre eles Toni, e avisa Félix de que está tudo tratado.

Na mata, Toni está a atear o fogo. Ao sair, embate com o carro e deixa cair a placa, sem se aperceber.

Na quinta, Duarte e António discutem.

Nazaré está em cima de uma árvore a observar, com binóculos, a quinta dos Blanco.

Entretanto o fogo começa e todos saem da quinta. Duarte fica para trás, quando leva uma pancada na nuca, de Heitor, que o leva para a rua, acende um objeto incendiário e afasta-se.

rua, acende um objeto incendiário e afasta-se.

Nazaré e Toni aproveitam a confusão para assaltar a quinta, depois de verem os caseiros saírem.

No armazém da quinta, António está amarrado, percebe que Félix o quer matar e tenta demover o irmão, Félix diz que tem de se livrar dele e de Duarte, pega fogo ao armazém e vai embora.

Depois do assalto, Toni e Nazaré fogem do fogo, uma árvore cai no caminho, Toni passa mas Nazaré não consegue passar, ele fica aflito, Nazaré diz que vai tentar dar volta por outro lado e seguem caminhos diferentes.

Na fuga, o pneu da mota de Nazaré rebenta, deitando-a ao chão. Ao levantar-se, vê Duarte desorientado e ajuda-o a sair dali. Encontram a casa de Luís e Dolores, que os ajudam. Com o fogo a aproximar-se, têm todos de fugir. Chegam ao rio, a roupa de Nazaré começa a arder, Duarte puxa-a para dentro de água, salvando-lhe a vida.

No posto de controlo, Gonçalo diz que não sabe de Cris e Laura fica muito preocupada. Gonçalo vai à procura dele.

Na mata, Cris está drogado e sem noção do que se passa, Gonçalo encontra-o e tenta salvar o filho, mas fica queimado. Cris tenta ajudar o pai e fogem dali.

Duarte decide voltar à quinta para procurar o pai e Nazaré vai com ele. No armazém, ardido, encontram o corpo de António. Mas o teto cai e Duarte fica por baixo dos escombros, inconsciente. A PSP chega ao local e Nazaré pede-lhes ajuda para salvar Duarte.

No hospital, Bárbara e Nazaré são informadas de que Duarte morreu e Félix vai reconhecer o corpo do sobrinho.

No funeral de António e Duarte ouve-se, repentinamente, um burburinho e ficam todos em choque ao ver Duarte chegar, vivo.

nas redes

pesquisar