SIC

"Se calhar para eles é mais um preto, menos um preto. Não é, é uma vida! Foi uma vida que foi tirada."

"Se calhar para eles é mais um preto, menos um preto. Não é, é uma vida! Foi uma vida que foi tirada."

"Se estiver a ser injusta, peço desculpa por isso, mas eu acho que eles [autoridades] não estão a procurar nada", diz a irmã de Hugo Spínola e relembra que o homicida "tem a família que vive aqui no bairro". "Eu compreendo a dor mas nada está perdido", diz Carlos do Carmo e explica porquê.

nas redes

pesquisar