SIC

Perfil

De segunda a sexta

Laços de Sangue - Semana de 30 de outubro a 5 de novembro

Última semana!

Marisa repara que a máquina de costura de Graciete não está no lugar habitual, mas a florista engana-a, dizendo que a levou para o quarto para fazer uns trabalhos. Quando o vestido de noiva fica pronto, Graciete entrega-o a Marisa, dizendo que ela sempre vai ter o casamento que desejou. Marisa chora agradecida e envolve Graciete e António num abraço emocionado. César e Marisa também se lhes juntam, comovidos.

Aproveitando a saída de Futre, César pressiona Armando para que o contrate como treinador do Ribeirense. Armando fica enfadado com tanta insistência, mas como Ernesto é de opinião que César deve ter uma oportunidade, Armando admite considerar a hipótese, só para não ter de o ouvir.

Gastão conta a Adelaide que vai fazer o sacrifício de almoçar com Armando no aterro, deixando a mulher enojada ao imaginar a cena. Mudando de assunto, Adelaide aconselha Gastão a oferecer um livro infantil a Tiaguinho, agora que ele vai fazer anos e tem um avô livreiro.

João e Inês preparam a festa de aniversário do filho, mas também a viagem para o Brasil. Ainda não partiram e já sentem saudades.

Domingos não resiste aos beijos de Sílvia na cozinha da herdade. Rita entra repentinamente e apanha-os desprevenidos. Domingos, muito envergonhado, pede desculpa e reconhece que já não vale a pena esconder mais a sua relação. Rita ri-se, dá-lhes os parabéns e vai a sala dar a novidade. Francisca fica contente, por ver que o caseiro pode reencontrar a felicidade depois de ter perdido a mulher.

Noémia dá pulos de alegria ao conseguir emprego numa fábrica da Alemanha. Liliana sente pena por ficar sem a amiga para embirrar.

Fátima e Catarina convencem Álvaro a fazer de padre na troca de votos matrimoniais entre Marisa e César.

Marco tenta fazer amor com Susana, mas ela diz que ainda não está preparada. Marco é carinhoso e diz que pode esperar até à altura certa, garantindo que o mais importante é gostar verdadeiramente dela.

Marisa agradece a Graciete a festa de casamento que lhe preparou, sentindo-se tratada como uma filha. Filipa diz que a mãe é a noiva mais bela do mundo.

César está muito nervoso e diz que para ser completamente feliz, só lhe falta treinar uma equipa de futebol. António e Ernesto esforçam-se por acalmá-lo. No entanto a tarefa revela-se impossível, porque quando César avista Marisa vestida de noiva levanta-a do chão, levando-a ao colo para o altar improvisado no mercado. Álvaro faz um discurso puxado do coração, dizendo que gosta muito dos noivos e desejando que sejam felizes. O baile começa com César e Marisa a darem os primeiros passos, seguidos por Graciete e António. Graciete confessa que está a viver os melhores anos da sua vida.

Amaral é apanhado por Sheila aos beijos a uma convidada. Sheila bate nos dois e acaba tudo com ele. A outra rapariga também o deixa sozinho para não enfrentar mais escândalos.

Armando e Gastão bebem cerveja e comem caracóis na lixeira. Apesar do cheiro, Gastão acaba por se divertir, principalmente quando Armando diz estar a pensar entrar na política, pois gerir um partido, é igual a gerir uma lixeira.

Diana, ajudada por Luísa e pelo médico legista que esta subornou, finge a sua própria morte, deixando escrita uma carta a Inês, que é chamada a reconhecer o corpo, desabafando com o médico legista que, ainda que não pareça, está a dar-lhe uma boa notícia.

Inês fica muito abalada ao ler a carta de despedida que Diana lhe escreveu, acusando-a de lhe ter roubado a vida. Isabel consola a amiga, dizendo que não se deve martirizar com uma culpa que não tem. Inês liga para Graciete que fica num misto de tristeza e alívio, ao receber a notícia.

Adelaide diz que só não bebe champanhe para festejar porque é abstémia. Sente-se vingada pela morte do filho, Ricardo.

Catarina, apesar de se ter afastado de Diana, não deixa de ficar chocada ao saber da sua morte. Álvaro e Fátima defendem que Diana não merece que tenham pena dela.

Gi fica em choque, pois recebe uma chamada de Bernardo em que o filho reconhece que tem uma relação com a avó de Raquel, com quem saiu de Lisboa ainda de namoro firme.

Amaral implora à porta de Sheila que o deixe voltar para casa, mas ela manda-o embora com a promessa de lhe entregar os pertences dentro de sacos do lixo.

César e Marisa gozam, fogosos a noite de núpcias.

Com a morte de Diana, João e Inês decidem ficar em Portugal, mal sabendo que a vilã não morreu.

Noémia fica radiante por Graciete se oferecer para tomar conta das suas filhas, enquanto ele organiza a sua vida na Alemanha.

David conta a Jaime que foi beijado pela rapariga de quem gosta. Ambos sorriem com cumplicidade.

Noémia e Liliana contam a Miguel que Liliana é a verdadeira Estrelinha Bombom das linhas eróticas. Depois da surpresa inicial, o rapaz não fica desapontado com a revelação e revela logo grande empatia com a sua nova amiga.

Manel e Catarina reconciliam-se e choram, ao mesmo tempo que se beijam com paixão, reconhecendo que se amam.

João e Inês abrem os presentes com Tiaguinho, que faz anos. Inês diz que quer ir ao funeral de Diana. Esta sofre um contratempo no seu plano de vingança, porque Graciete reclama o seu corpo para lhe dar um funeral digno. Graciete confessa que se abre para si uma nova etapa na vida.

Francisca, Jerónimo, Adelaide e Gastão saem para o funeral de Diana, ao mesmo tempo que se despedem com nostalgia da casa de Lisboa, que decidiram vender.

Diana decide tomar uma injeção para parecer morta, uma vez que Graciete decidiu fazer-lhe o funeral. O médico legista e Luísa, ficam impressionados com a sua frieza. Depois de injetada, Diana revira os olhos e desmaia. O médico legista coloca-a dentro do caixão, sendo levada pelos funcionários da funerária.

Diana é enterrada, sem que alguém verta uma lágrima por si. Apenas Inês lamenta que as coisas tenham acabado assim. Debaixo da terra, Diana permanece à espera que o coveiro que mandou subornar a vá libertar.

Inês despede-se de Graciete com um abraço, dizendo que conta com a sua presença na festa de aniversário de Tiago. A florista é consolada por António, que a percebe abalada pelo funeral de Diana. Á medida que todos se vão afastando da cova, agora completamente coberta de terra, Diana vai despertando dentro do caixão. Primeiro com uma respiração ofegante, depois controlando-se á espera que o coveiro que foi subornado a liberte. O homem tenta cumprir a sua missão, mas é forçado a deter-se, devido à proximidade de uma mulher que troca as flores, numa campa ao lado. Diana começa a ficar perturbada com a espera.

Graciete confia a Noémia que mais do que enterrar Diana, enterrou uma vida de desgostos. Para esquecer as suas amarguras, Graciete oferece-se para levar as filhas de Noémia à festa de anos de Tiago, onde vai com Filipa. Marisa reforça que Graciete é assim com toda a gente, sempre disposta a ajudar.

Inês confessa que ainda é difícil para si desligar de Diana, embora a irmã esteja, segundo pensa, morta e enterrada. João comenta com Isabel que é importante concentrarem-se no aniversário do filho.

Devido a uma reunião, Rita não pode ir ao aniversário do sobrinho Tiago. Acaba por ser uma contrariedade feliz, pois reencontra-se com Daniel na vila, acabando por se reconciliar com ele para a vida, beijando-se apaixonados, como sempre estiveram. Matilde e Martim aplaudem e saem do carro para se juntar a eles. Na herdade, Domingos confessa a Alzira e Sílvia que deu uma ajuda, ao avisar Daniel que Rita estava no Alentejo, ainda sozinha.

Sheila queima as roupas de Amaral e devolve-lhe as cinzas, pondo-o fora de casa, sem dó nem piedade.

Armando oferece a César uma equipa para treinar, mas não é aquela que ele pensa. Dá-lhe a equipa de veteranas do Ribeirense, deixando César em choque.

Durante uma batalha com Marisa, Sheila atinge com um melão, um rapaz que cai desamparado no chão. Trata-se de um jogador de futebol que acaba por se tornar seu namorado.

Entusiasmada pelo namoro com Miguel, Liliana decide voltar à faculdade para terminar o curso, apesar de não saber que curso quer frequentar. Noémia, de partida para a Alemanha onde vai trabalhar, diz ter pouca fé na amiga.

Entre apalpões e beijos, Armando convence Gi a ir com ele, para lhe proporcionar uma surpresa romântica. Leva-a com os olhos vendados a rebolar no lixo, situação que não agrada à mulher.

Diana, desesperada dentro do caixão, liga a Luísa mas a juíza não atende o telefone, preferindo dar andamento a um processo

César conforma-se com o lugar de treinador das veteranas do Ribeirense, embora proteste.

Manel comunica com João e conta que está a fazer umas ferias, como uma espécie de lua-de-mel com Catarina.

O coveiro que deveria desenterrar Diana, morre depois de sofrer um acidente de mota. A vilã tenta que Luísa lhe valha, mas a juíza, em fuga do país, volta-lhe as costas. João decreta o óbito do coveiro, ao mesmo tempo que Diana dá o último suspiro, pagando por todos os pecados que cometeu.

nas redes

pesquisar