SIC

Perfil

De segunda a sexta

Laços de Sangue - Semana de 16 a 22 de outubro

Diana é obrigada a prostituir-se!

Diana passa a noite em branco no jardim temendo ser molestada. Acaba por cobrir-se com jornais para afastar o frio da noite. Na manhã seguinte é obrigada a pedir para comer e saturada de tantas privações telefona a Catarina. Esta, refeita da surpresa, enche-se de coragem e pede a Diana que nunca mais a contacte, desligando o telefone. Completamente desesperada e sem recursos, Diana é obrigada a prostituir-se, para ganhar algum dinheiro. O primeiro cliente torna-se impaciente e dá-lhe uma bofetada, deixando claro que não foi com ela para o quarto para conversar.

Lourenço recebe um contacto da sua editora, comunicando que o seu segundo livro infantil vai ser publicado. Gabriela fica radiante e diz que ele é o melhor marido que ela poderia ter. O casal beija-se enternecido.

Domingos fica encabulado quando Alzira diz que ele parece muito interessado em Sílvia, a nova engenheira do lagar.

Jerónimo divide os seus dias pelo trabalho no lagar e na associação da vila. Francisca, conformada com a opção do marido, dá aulas de piano no colégio.

As análises de Sofia estão dentro do que era esperado. Manel diz que está pronto para lhe dar mimos. No entanto, esconde que continua a pensar em Catarina, ainda mais depois de se terem encontrado no restaurante.

César é castigado por Álvaro que o obriga a fechar o café sozinho. O empregado ainda tenta que Ernesto fique para o ajudar, mas o patrão não permite.

Fátima conta a Catarina que Marco tomou muito bem conta da irmã quando elas foram jantar fora. A amiga aproveita para desabafar, dizendo que continua pensar em Manel, mas que ficou desiludida por tê-lo visto com Sofia. Apesar disso, reconhece que perdeu o homem da sua vida por ter insistido em manter a amizade com Diana. Fátima é de opinião que Manel ficou contente por ter estado com ela, mas não deixa de ficar chocada ao saber que Diana está a gozar uma semana de liberdade.

Gi desespera com o regresso de Armando ao aterro. O marido consegue reaver a menina dos seus olhos porque Fonseca está doente e incapaz de manter o negócio.

Marisa troça de Sheila por causa de Amaral, que chegou a casa tarde e a más horas, dizendo que esteve com um amigo. A troca de provocações quase acaba em pancadaria, valendo a intervenção de Noémia que foi ao mercado para se abastecer.

Amaral, por seu lado, vai levando a sua vida de galã e aproveita estar no café para criticar Ernesto, a quem acusa de o ter traído por se colocar ao lado de Armando no Ribeirense.

João parte para o Brasil e alerta Inês para que não deve prescindir do segurança que ele contratou.

Inês recebe com agrado a decisão de Jaime, que aceitou tornar-se sócio do M.

Liliana recusa encontrar-se com Miguel, pois não quer misturara trabalho com prazer.

António recomenda a Graciete que não deve fazer grandes esforços quando for trabalhar com Marisa no mercado.

Susana vai ter com Marco a casa e fica desconfortável com os elogios que Fátima lhe faz por ter ajudado a cuidar bem de Clarinha.

Adelaide e Gastão, de bem com a vida, comentam o regresso de Armando à lixeira.

Diana permanece imóvel na cama, depois de atender o homem a quem foi obrigada a recorre para ganhar algum dinheiro. Ele quer vê-la mais vezes mas a vilã recusa, traumatizada com a experiencia. Para prosseguir o seu plano de vingança, decide continuar na pensão onde alugou o quarto. Mais tarde, encontra-se com Luísa, que lhe entrega mais dinheiro e uma pistola. A juíza diz, muito nervosa, que quer ver Inês morta, para se vingar de João por este não ter conseguido salvar a vida do marido.

Catarina recusa a aproximação de Manel e trata-o com frieza, deixando claro que se ele decidiu namorar com Sofia, nada mais têm para conversar.

Marco chama mãe galinha a Fátima quando ela diz a Álvaro que tem pena de não passar mais tempo com Clarinha.

Marisa e César dão asas à paixão durante a noite e chegam sistematicamente atrasados ao trabalho por não conseguirem acordar a horas. Marisa diz que não podem continuar assim. Por gastar tantas energias na brincadeira com a mulher, César devora o pequeno-almoço e quase se descai a responder a Filipa, que nota o seu apetite voraz. Marisa abre os olhos a tempo de o impedir.

Graciete põe a conversa em dia com Inês e fica desgostosa ao saber que ela se prepara para emigrar com João e o filho para o Brasil, cansados das perseguições de Diana.

João fica encantado com as condições que o hospital brasileiro lhe oferece para trabalhar. Isabel lamenta que Inês se vá embora, mas a amiga está determinada em preparar terreno para que Jaime e Gi tomem conta do restaurante por ela.

Francisca troca um beijo com Jerónimo, mas Rita quebra o momento para contar que Inês lhe ligou dizendo que está tudo a correr bem com João no Rio de Janeiro. Francisca não se conforma por ficar afastada do filho.

Manel inventa uma desculpa para não almoçar com Sofia, pois não consegue tirar Catarina da cabeça.

Catarina, por seu lado, tenta convencer-se de que já não gosta e Manel, mas Fátima diz que ela está desejosa de se jogar nos braços dele.

Gi está de saída para a clinica onde vai fazer uma cirurgia plástica. Fica irritada com Armando porque o marido não a apoia como ela esperava.

Graciete começa a vender na banca de Marisa mas fica atrapalhada por não saber o que é que o cliente costuma comprar. Sheila acaba por dar uma ajuda para que ela não perca o freguês.

Álvaro proíbe César de cantar na noite de fados e anuncia que vai ter Anita Guerreiro como convidada de honra. Ernesto diz que só irá assistir se César não abrir a boca, provocação que cai mal ao empregado.

Liliana mostra-se agastada com Miguel, pela insistência que o sociólogo revela para se encontrar com ela.

Gabriela e Lourenço desfrutam da qualidade de vida que Alentejo lhes proporciona.

Francisca diz que tem muitas saudades de Lisboa. Rita dá conta do seu espanto pela forma como Jerónimo se adaptou à sua nova vida.

Noémia avisa Sheila que Amaral é um verdadeiro mulherengo e que, por isso deve correr com ele.

António está radiante ao saber que Graciete resistiu bem ao trabalho no seu regresso ao mercado.

Luísa fica ainda mais nervosa quando Diana lhe garante que vai matar Inês, mas também o pequenino Tiago, filho da irmã. A juíza fica chocada com a frieza e falta de coração da vilã. Diana põe o seu plano em prática, sedenta de vingança. Espera escondida que Inês entregue o filho na creche e, pensando que se pode aproximar facilmente da criança, procura a educadora de Tiaguinho, que a reconhece de imediato. Diana diz-lhe que precisa da sua ajuda, deixando Rute desconfiada.

Inês legaliza a nova sociedade do M, para satisfação de Jaime.

Isabel percebe que David mudou o seu comportamento, ficando preocupada com o isolamento do filho.

Armando irradia felicidade quando Gastão garante que o contrato para comprar o aterro está dentro da legalidade. O empresário quer organizar um almoço de comemoração na lixeira, mas Gastão torce o nariz, pouco dado a festas no meio do lixo.

Álvaro irrita-se com César, porque é obrigado a ir buscar as cadeiras de que precisa para sentar os clientes na noite de fados, pois o empregado faz de tudo para se poupar ao trabalho. Noémia aproveita a ausência de Álvaro para seduzir César. Este não consegue resistir desta vez e beija-a de forma arrebatada. Por pouco não são apanhados por Álvaro que regressa ao café mais depressa do que seria de esperar. César fica encabulado e o patrão desconfiado, insinuando que algo de estranho se passou entre ele e Noémia.

Não muito longe dali, Marisa é atirada ao chão por Sheila no treino do Ribeirense, deixando-a a rebolar de dor. Futre, que está a assistir, entra em campo e dá uma massagem na perna de Marisa, que se finge mais magoada do que está, só para prolongar o momento. Invejosa, Sheila grita que Marisa está a fingir, só para lhe estragar o momento de prazer. Quando se reencontram, César e Marisa querem contar as pequenas traições que cometeram. Como não sabem que ambos erraram, perdem a coragem e mudam de conversa.

António e Graciete ficam emocionados, surpreendidos por Filipa que diz que gostava que eles fossem seus avós.

Inês conversa com João que lhe recomenda que esteja atenta às movimentações de Diana, pois nunca se sabe que maldade anda a preparar. Inês fica mais descansada quando ele diz que está de regresso, depois de ter visitado o hospital onde vai trabalhar no Rio de Janeiro quando se mudarem.

Catarina começa a perceber que tem andado a enganar-se, ao pensar que já não gosta de Manel. Ele, por seu lado, continua a esquivar-se aos convites de Sofia para sair, afectado pela separação de Catarina, que está cada vez mais difícil de suportar.

Anita Guerreiro é a grande atração da noite de fados no Escondidinho. A popular cantora reencontra-se com Ernesto, antiga paixão da juventude. A cumplicidade entre ambos é tão evidente, que César não resiste a fazer os seus deselegantes e habituais comentários. Ernesto fica muito desagradado com as insinuações, contrastando com a descontração e boa disposição de Anita. Quem não acha graça é Álvaro que dá um raspanete a César.

António e Graciete comentam a falta de notícias sobre Diana, desejando que ela não decida aparecer mais na sua vida.

nas redes

pesquisar