Perfil

SIC

Grande ovação no Coliseu dos Recreios em momento de homenagem a Maria João Abreu

Atribuição do prémio de Melhor Atriz de Ficção à artista da SIC, que morreu no passado mês de maio na sequência de um aneurisma, foi um momento de grande emoção.

Maria João Abreu

Maria João Abreu

Facebook

Emoção e lágrimas invadiram o Coliseu dos Recreios no momento em que Diana Chaves e João Baião anunciaram o nome da vencedora na categoria de Melhor Atriz de Ficção, este domingo, 3 de outubro, na Gala dos 25 anos dos Globos de Ouro. Estavam nomeadas Alba Baptista, Dalila Carmo, Maria João Bastos, Soraia Chaves e Maria João Abreu e foi esta última a distinguida a título póstumo. Quem subiu ao palco para receber o prémio foram o marido, João Soares, e os filhos da atriz, Miguel e Ricardo Raposo.

Miguel e Ricardo Raposo com João Soares

Miguel e Ricardo Raposo com João Soares

Manuel Guerra

A atriz de 57 anos morreu no passado dia 13 de maio, cerca de duas semanas depois de ser internada de urgência devido a um aneurisma. Deixou uma obra imensa, mas sobretudo um enorme legado no que toca às relações humana, como referem os colegas que com ela se cruzaram no palco ou no set de rodagem.

Apaixonada pelo teatro, Maria João Abreu tornou-se conhecida de todos os portugueses pela mão da televisão, meio que permitiu levar o seu talento à casa de todos. Uma estrela maior no firmamento nacional, que vivia um dos momentos de ribalta da sua vida profissional, enquanto protagonista da telenovela da SIC Golpe de Sorte, onde brilhou no papel de Maria do Céu Garcia. A atriz já tinha estado nomeada aos Globos de Ouro, em 2017, na categoria de Melhor Atriz de Cinema, pelo desempenho em A Mãe É que Sabe. Maria João deixa uma obra marcante, que para sempre falará pelo seu talento.

VEJA O VÍDEO:

nas redes

pesquisar