Perfil

SIC

ENTRETENIMENTO: Conheça os nomeados para o Globo de Ouro de 'Personalidade do Ano'

São nomes de peso incontornáveis no mundo da televisão portuguesa.

Os rostos que mais se distinguiram no Entretenimento

Eles entretêm o país diariamente, o ano todo, e foram inquestionavelmente uma inestimável panaceia nestes últimos tempos de provação, povoados de quarentenas e isolamento. Chegou a hora de lhes retribuir.

Vencedora do Globo de Ouro Personalidade do Ano na área de Entretenimento na edição de 2018, Cristina Ferreira volta a estar nomeada para a mesma categoria. A apresentadora e agora também administradora da TVI e acionista da Media Capital, casa onde regressou após um interregno de dois anos na SIC, é um dos rostos mais mediáticos do país. O seu grande trampolim foi o programa Você na TV!, talk show matinal que apresentava em parceria com Manuel Luís Goucha, mas há muito que se afirmou em nome próprio. Cristina ComVida é o novo formato a que dá a cara.

Se no início da sua carreira se lhe augurava um brilhante futuro exclusivamente enquanto atriz, profissão que ainda abraça tanto no palco como no grande ecrã, foi, afinal, no entretenimento e em televisão que Filomena Cautela se tem vindo a revelar uma estrela maior. Já nos deu música na MTV e ainda Fá-las Curtas mal se estreavam e já marcava o ponto no 5 Para a Meia-Noite. Muitas outras rubricas ganharam com o seu humor desempoeirado e a sua energia, mas no registo colectivo guarda-se o seu à-vontade e profissionalismo enquanto uma das apresentadoras do Festival Eurovisão da Canção 2018, onde o público não hesitou em dar-lhe os merecidos doze pontos, twelve points, douze points… Sempre em alta pressão, seguiu-se, mais recentemente, Quem Quer Ser Milionário e o primeiro programa onde o seu nome dá mote ao título, Programa Cautelar.Com ou sem cautelas, Filomena ocupa com propriedade um lugar nesta lista de nomeados.

Com uma simplicidade, energia e alegria, que mais não são do que outros nomes para o seu enorme talento e profissionalismo, João Baião consegue há décadas o enorme – para tantos outros impossível – feito de ser um dos apresentadores de televisão mais próximos e queridos do público. Parece simples, mas não é. Só essa capacidade conseguiria manter Feliz uma Casa devoluta à qual se entregou de alma e coração, ao lado de Diana Chaves, dando-lhe vida e tornando-a na mais vista do país. Por tudo isso, Portugal em Festa será, de entre tudo aquilo que já nos ofereceu, o nome que mais celebra a sua vocação de entertainer.

Ljubomir Stanisic, o chef 100 Maneiras, de resposta pronta e resquícios de sotaque de outras paragens, que parece esconder, afinal, um coração de manteiga derretida – como aquela em que um concorrente estrelou um ovo que o deliciou em Hell’s Kitchen –, pegou fogo às nossas vidas. Se já o tinha feito com os seus cozinhados sublimes, em restaurantes com e sem porta, voltou a fazê-lo em televisão, onde alimentos e emoções se harmonizam sob a sua batuta, desnudando tanto de engenho culinário – segundo a crítica, um dos mais criativos em terras lusas, onde já ‘papou’ muitos quilómetros – como de experiência de vida. Uma vida que expôs em Ljubomir Stanisic – Coração na Boca e um (bom) feitio que foi posto à prova em Hell’s Kitchen, sem nunca entornar o caldo.

Da rádio para a televisão e desta para as nossas vidas. Não é um mau percurso, mas este apenas abrevia aos mínimos olímpicos o muito que é preciso para unir estes três pontos. Vasco Palmeirim sabe como o tempo é precioso, tanto na rádio como na televisão e mais ainda na vida, pelo que entenderá a economia. Muitos não lhe conhecerão a Costela de Adão, mas a sua prestação enquanto apresentador dos programas televisivos Joker, The Voice Portugal, Festival RTP da Canção, Alta Fidelidade ou, diariamente na rádio, as Manhãs da Comercial, onde celebriza êxitos musicais de sua autoria, são mais do que suficientes para justificar este lugar de honra na lista de nomeados a Personalidade do Ano na área de Entretenimento.

nas redes

pesquisar