Perfil

SIC

CINEMA: Saiba mais sobre os nomeados para o Globo de Ouro de Melhor Ator

Albano Jerónimo, João Nunes Monteiro, Luís Lima Barreto, Rúben Garcia e Sérgio Praia compõem esta categoria.

A lista de nomeações ao Globo de Melhor Ator de Cinema desta 25.º gala é uma daquelas ‘ementas’ que nos deixa perdidos, sem coragem para tomar decisões que desempatem o ex aequo que, desde logo, surge como justo, na medida exata em que o mérito, aqui, surge equitativamente distribuído pelo talento de todos os nomeados.

Internacionalmente, Albano Jerónimo é, por estes dias, o rosto do novo cinema português, graças ao seu visceral desempenho em A Herdade. Um pedaço de terra, a história de uma família, um país que viaja por tempos de mudança extraordinários e o talento à solta de Albano Jerónimo. É um resumo insuficiente, claro que sim, mas ainda assim inspirador deste filme que eleva o ator ao patamar dos melhores entre os melhores, dentro e fora de portas.

Ainda bem que houve Mosquito, e o seu casting aberto. Sem o primeiro não conheceríamos o soldado Zacarias e sem o segundo talvez demorássemos mais tempo a perceber a arte do ator João Nunes Monteiro, que lhe dá corpo e texturas várias. Uma jornada em que se mesclam aventuras e provações, sonho e delírio e que pôs à prova personagem e ator. Por fim, ainda bem que João Nunes Monteiro, ator portuense de 28 anos, não estava Offline – filme de 2016, em que se fez notar –, quando o realizador João Nuno Pinto o ‘mobilizou’ para esta guerra.

Ainda que na pele de uma figura espectral – encarnando Fernando Pessoa –, Luís Lima Barreto, como sempre faz, leva carne, osso e talento à personagem a que lhe coube dar vida em O Ano da Morte de Ricardo Reis. Um filme que adapta a obra homónima de José Saramago, na qual o próprio protagonista é um dos heterónimos de Pessoa. Uma espécie de matriosca existencialista na qual, não deixa de ser irónico que Luís Lima Barreto volte literalmente a ocupar O lugar do morto, título de um dos muitos filmes em que participou.

Jota é a personagem que traz o ator Rúben Garcia à lista de nomeações para Melhor Ator da 25.ª edição dos Globos de Ouro. Com uma carreira substantiva, passada maioritariamente nos palcos, nacionais e internacionais, a ele se deve quota parte do sucesso do filme de estreia de Ana Rocha de Sousa, Listen, onde lhe coube desempenhar o papel de um pai emigrante e desempregado a quem um rígido e surdo sistema de segurança social retira definitivamente um dos filhos.

“O meu António.” É assim que, em entrevista à Blitz, em 2018, o ator Sérgio Praia se referia ao produto do seu trabalho em Variações, filme que retrata a vida do cantor António Variações. Um homem fora da caixa e do tempo, do seu e dos outros, que, na verdade, parece habitar o ator. De tal forma se encaixou Sérgio no António e este no ator, que se subtraíram distâncias entre um e outro restando, por isso, como inevitável o tal pronome possessivo que torna esta variação de António, no António de Sérgio. Aqui chegados, tinha de haver nomeação.

nas redes

pesquisar