Perfil

SIC

Resumo: 316º Episódio - 9 de outubro (quarta-feira)

Polícia cerca o bairro

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Maria faz perguntas sobre o acidente de Marta e sobre a altura em que ela era bailarina. Marta, feliz, conta tudo medindo as palavras. Maria quer passar o fim-de-semana com eles. Marta vai ter com Leonor. António mostra a Maria vídeos de quando Marta dançava.

Antes de entrar na audição, Leonor está muito nervosa, apesar do apoio da sua família. Esta começa a dançar e Marta grava tudo com o seu telemóvel. Os jurados tomam nota e Leonor dança concentrada.

Daí a pouco, Luís está ansioso para saber o resultado da audição de Leonor. Vera tenta acalmá-lo. Leonor comunica, feliz, à família que conseguiu entrar no Quorum Ballet. Luís sente muito orgulho e felicidade pela filha.

Em casa dos Macedo, todos estão abatidos mas calmos. Deolinda afirma que não acredita que Adelaide aprovasse um brinde com sumo de laranja e sugere abrirem uma garrafa de vinho. Nestor concorda e ficam a ver a notícia sobre o bairro.

No bairro, todos estão ansiosos e ouve-se a voz da polícia a avisar os delinquentes que estão cercados e devem sair com as mãos no ar. Paul grita que só saem quando a polícia abandonar o bairro. Em dez minutos começam a disparar.

Um oficial quer conversar e Paul manda-o embora para as coisas não acabarem mal. O oficial declara que só querem Paul e os outros não lhes interessa capturar.

Valdir quer aproveitar e sair dali. Paul não o deixa e bate-lhe. Wilson declara que ele não tem como fugir dali nem tem reféns para negociar. Paul pede a carrinha aos polícias. Grita que o primeiro a entrar morre. Todos ficam cheios de medo.

Cada vez mais polícias se aproximam e Naomi observa tudo e sente que a desgraça está iminente. Naomi diz a Aida que a polícia vai entrar na oficina. Todos estão muito agitados. Algumas mulheres têm os filhos dentro da oficina e Aida decide que vai intervir e tirar os miúdos de lá.

Aida passa pela polícia determinada com as mães de alguns dos jovens barricados. Declara que não saem dali até eles baixarem as armas e deixarem sair os miúdos. As mães gritam pelos filhos, desesperadas.

Valdir ouve a mãe gritar por ele e cede, querendo sair. Paul aponta uma arma a Valdir mas os outros jovens conseguem agarrar Paul. Avisam que vão sair e Wilson decide ir com eles.

Os rapazes saem para a rua e entregam-se à polícia. A polícia prepara-se para entrar e tirar Paul de lá força mas ele decide entregar-se antes disso acontecer.

Em casa, João coloca uma moldura da mãe na sala. Tem muita pena que a mãe não veja Inês a crescer mas já estava em grande sofrimento. Carlos observa que também não era forma de viver.

Rodrigo comenta com Diana que a morte da mãe lhe fez perceber que a vida acaba num instante e quer aproveitar o tempo que tem, com ela, com o filho e a fazer o que mais gosta.

nas redes

pesquisar