SIC

Perfil

De segunda a sábado

Resumo - 103º Episódio - 18 de janeiro (sexta-feira)

Miguel suicida-se

(c).RuiCarlosMateus.1954

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Flávio e Naomi arrumam a loja e este começa a ficar preocupado com Alex, quer que o filho volte a jogar futebol para não continuar com a má vida. Naomi aproveita para pedir ao patrão roupas antigas para ajudar as pessoas do bairro. Flávio aceita.

Salvador e os outros rapazes continuam a tentar aceder ao blog e a tudo mas não conseguem. São surpreendidos pela chegada da PJ. Os agentes trazem um mandado e começam a aprender tudo. A seguir, algemam-nos e levam-nos detidos.

Ana entra a correr no gabinete de Rodrigo e explica que têm de pôr Vitória em direto. Está no local onde a polícia acabou de prender o grupo neo-nazi. Surpreso, Rodrigo fala com Vitória ao telemóvel.

Gil interrompe a emissão e Vitória entra em direto. Conta que a PJ já deteve cinco jovens que faziam parte do grupo neo-nazi e que foi apreendido muito material.

António trabalha na escola enquanto ouve a emissão da rádio com Rui. Vitória continua a reportagem em direto e afirma que se espera que, a qualquer momento, o líder do grupo, Miguel Arriaga também seja detido.

Miguel está no carro e também ouve as notícias na rádio. Será acusado por assalto, homicídio e ataque ao bar gay. Sem saída, Miguel pega numa arma e suicida-se.

Celso está preocupado com Carmo mas esta não quer continuar a viver na eminência de ter outro ataque. Tem a cirurgia marcada para o dia seguinte, o que deixa Celso ainda mais nervoso.

Na rádio, todos felicitam Vitória pela reportagem que fez. Muito feliz, ela conversa com Clara e pede-lhe que não comente nada sobre Francisca e Zé Maria. Rodrigo chama Vitória ao seu gabinete. Falam sobre o sucesso dela e Vitória pretende escrever um artigo. Esta conta que o líder do grupo é Miguel Arriaga e Rodrigo apressa-se a ligar a Nestor. Este fica a saber das notícias e não se espanta por Miguel ser o líder. Declara que a justiça tarda mas não falha e agradece ao neto por ter ligado.

Nestor vai contar a Jacinta o que acabou de saber mas não consegue porque ela está a chorar depois de saber que Carmo marcou cirurgia no dia seguinte. Chora, cheia de culpa.

No estaleiro, André fala ao telemóvel com Raimundo e diz-lhe para ele exigir mais dos empregados da apanha da amêijoa. Vera ouve parte da conversa e André, nervoso, inventa uma mentira sobre o que estava a falar. Vera percebe e fica desconfiada.

Luís dá folga a Celso para ele acompanhar Carmo no hospital. Leonor quer ir lanchar com os amigos mas Cecília não deixa. Luís não concorda com a decisão da mulher e acaba por ceder aos pedidos da filha. Cecília fica muito contrariada.

Gustavo reclama com Marta porque quase não a vê nos últimos tempos. Esta explica que tem de treinar muito para impressionar Jerome. Tem muitas dores mas mente dizendo que está bem. Gustavo repara na caixa dos comprimidos.

António não consegue treinar na escola. Está desconcentrado e pensa no seu pai e na desilusão com Diana. Nesse momento, recebe uma chamada e fica em choque, ao saber que Miguel se suicidou.

Alex discute com os pais e vai embora de casa, sem jantar. Flávio também acha que não devem tratar o jovem como um bebé. Eduarda não quer saber disso e vai pedir a Nelson para proteger o sobrinho.

Vitória e Nelson jantam animados. A parceria entre eles correu muito bem e combinam continuar a ajudar-se mutuamente. Nelson convida-a para sair e Vitória recusa.

Gonçalo e Júlia comemorem a venda da Somecel. No dia seguinte, ela terá o dinheiro na conta. Brindam ao futuro, Júlia a pensar em Gonçalo e este a pensar em Diana.

Diana conversa com Rodrigo sobre António. Tem muita pena dele pois a morte dum pai é um choque apesar de não se darem.

Celso oferece um álbum de fotografias de todos a Carmo para que ela não se esqueça das pessoas que ama. Oferece ainda um mp3 com músicas que eles gostam. Emocionada, Carmo pede-o em casamento e Celso, apanhado de surpresa, diz que sim.

Antes de ir para o hospital, Carmo pede a Celso que não conte ainda a ninguém que vão casar. A sua família está muito preocupada mas Carmo afirma que vai correr tudo bem. Celso leva-a.

Cecília está muito perturbada quando Luís entra em casa. Ela ameaça que se acontecer alguma coisa a Leonor a culpa é dele. Não consegue deixar de pensar no que a filha passou e não quer arriscar mais. Luís sugere-lhe que vá fazer terapia e Cecília dá-lhe uma bofetada.

Vera apoia António e este diz-lhe que não faz questão de ir reconhecer o corpo do pai. Tem a certeza que é ele. Assume diante de Vera que sente muito a falta dela. Vera convida-o para irem dar uma volta e António recusa.

Clara espera por Vitória que está a arranjar-se para sair. Clara está abatida e Vitória pergunta o que se passa. Clara conta que Carmo vai ser operada e está triste por não ter ninguém a cuidar de si como Celso cuida de Carmo.

Adelaide avisa João que terá de fazer uma entrevista a falar sobre o fim da sua relação com Diana para manter a sua reputação. João não a contraria e saem para o hospital.

Na rádio, Rodrigo prepara-se para sair para o hospital enquanto termina uma reunião com Gonçalo sobre uma parceria com a rádio. Gonçalo finge preocupação com Carmo e deseja que a operação corra bem.

Zangado, António acusa Diana de ter ajudado também a acabar com o seu pai mas depois percebe que errou e pede desculpa. Lê a carta que Miguel deixou fica mais irritado. Diana sente muita pena dele.

No bazar de moda, há muito movimento e Flávio e Naomi não têm mãos a medir. Eduarda entra ao telefone com Alex e fica passada quando este diz que foi apanhado a conduzir com álcool e vai ser presente a um juiz.

Luís ignora Cecília que se aproxima e pede desculpa. Não quer ficar zangada com ele e conversam. Luís cede e Cecília agradece-lhe por ser tão compreensivo. Quando ela sugere vigiarem a filha, Luís recusa.

Na sala de espera do hospital, Celso nervoso mexe na caixa do anel de noivado. O neurocirurgião aproxima-se e diz à família de Carmo que a operação correu muito bem. Celso e Jacinta seguem o médico até ao quarto onde Carmo está, depois da operação Quando esta acorda, Celso prepara-se para lhe dar o anel de noivado mas retrai-se quando percebe que Carmo não o reconhece.

Cá fora, todos estão preocupados e Jacinta conta que Carmo não está bem pois não reconheceu Celso. Adelaide responde que se for só com ele não é mau. O médico pede-lhes paciência pois é normal que Carmo esteja confusa.

Vera conta a Diana a conversa que ouviu de André. Não percebe a frieza dele em relação ao desaparecimento da mulher e do filho. A conversa segue no sentido de Vitória e Diana está disposta a apoiar a filha.

Na rádio, Vitória recebe flores e Clara explica que são de Diana pela reportagem. Está muito orgulhosa dela. Vitória não aceita as flores e entrega-as a Clara, dizendo que a sua mãe é Júlia. Clara fica com as flores e Vitória guarda o bilhete.

nas redes

pesquisar